Então não abra a boca.
Não contribua sua opinião.
Não fale o que pensa.
Não arrisque tentar algo novo.
Se encaixe no molde deixado pelos outros.
Conforme-se com sua situação.
Não almeje nada muito ambicioso.Não experimente novas ideias.
Procure agradar todo mundo.
Concorde sempre com seu patrão, mesmo quando vê que ele está errado.Não faça nada que atraia atenção para você.
Tenha medo de errar.Veja fracassos como coisas ruins, nunca como lições.
Cuidado!
Quebrar essas regras poderá lhe fazer sobressair do meio da multidão e, portanto, ser duramente criticado. E você provavelmente não quer isso.

4 comentários:

✿ chica disse...

Fazendo tudo isso, no mínimo, arrumaremos úlceras,de tanto engolir sapos,rs beijos,chica

Augusto Sperchi disse...

Oi Cristiane! Em psicologia, a crítica é um momento de limpeza, de crise, daí que é a melhor hora para nos remodelarmos e nos tornarmos diferentes e melhores. Porém, se confunde fazer crítica com falar mal. o primeiro caso é sempre construtivo, já o segundo, espera-se detonar quem está em evidência. A inveja e a incompetência abunda em nosso meio e são elas que movem muitos comportamentos. Mas, evoluir é preciso! Um abraço!

Rita disse...

Bom dia de segunda feira, vim deixar
um abraço desejar uma bela semana
E que seu feriado seja cheio de alegrias
Agradeço sempre sua amizade que adoro
Bjusss com carinho
Rita!!!!º° ✿彡

Anônimo disse...

Um abraço Cris!!!muito bom...

Nathalia